3 de jun de 2012

China pretende reciclar 70% dos resíduos até 2015.

Em movimento para impedir os impactos ambientais, a China vai colocar em prática um sistema completo e avançado para reciclar 70% dos resíduos produzidos no país.

O sistema deve caracterizar uma rede completa de coleta de resíduos, com tecnologias avançadas, bom funcionamento, classificação e padrão de gestão. Os resíduos de produtos importantes incluem: metal, papel, plástico, vidro, pneus, carros e aparelhos eletrônicos.

"É extremamente urgente que se estabeleça um sistema. A ausência disto não só impede a reciclagem dos recursos, mas também representa uma ameaça iminente para o meio ambiente", divulgou a agência de notícias oficial do governo - Xinhua.

Para acelerar a construção do sistema, as diretrizes incentivam um amplo conjunto de investimentos em prol da iniciativa. Segundo a agência, as pequenas e médias empresas, bem como os trabalhadores de saneamento individuais, devem ser empregados para realizar o trabalho de coleta, acrescentando que as políticas favoráveis ​​em termos de financiamento e uso da terra também estarão disponíveis.

Além disso, a proposta inclui o "direito estendido" de produtores e vendedores para facilitar a reciclagem, sob o qual, conveniência e reciclagem eficientes devem ser levadas em consideração durante a concepção e fabricação de produtos.

No 12º Plano Quinquenal (2011-2015), a China prometeu construir uma economia circular através de um padrão de desenvolvimento sustentável, além de promover energia e conservação dos recursos e redução de emissões.

Em 2009, a China reciclou 140 milhões de toneladas de resíduos, resultando em 500 bilhões de yuans, aproximadamente R$ 137 bilhões, de acordo com um comunicado do Ministério do Comércio chinês.

Fonte: Exame.com

Nenhum comentário: