6 de abr de 2011

ONU admite pela primeira vez intervalo entre Quioto e um novo acordo

A presidente da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), Christiana Figueres, assumiu nesta terça-feira (6) que é provável que exista um intervalo de tempo entre o fim do Protocolo de Quioto em 2012 e o começo de um novo acordo climático.

“Os governos devem encarar o fato de que está cada vez mais difícil estabelecer um novo acordo global e que podemos ficar durante algum tempo sem que exista qualquer tipo de tratado internacional sobre as emissões de gases do efeito estufa”, declarou Figueres em uma coletiva de imprensa durante a rodada de negociações climáticas que está sendo realizada em Bangcoc.

O futuro do Protocolo de Quioto foi uma das questões mais espinhosas da Conferência do Clima de Cancún (COP 16), quando praticamente nenhum avanço foi conseguido. Figueres salienta que os negociadores em Bangcoc devem resolver questões fundamentais do Protocolo para que exista a possibilidade de que ele possa ser estendido ou substituído na próxima COP, no final de novembro, na África do Sul.

 Todas essas dúvidas sobre o futuro do Protocolo vêm atormentando há meses os envolvidos nos mercados de carbono e no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL). Sem um tratado climático em vigor, essas ferramentas podem entrar em colapso. . .

Autor: Fabiano Ávila

Um comentário:

Anônimo disse...

Essas negociações geralmente não apresentam resultados práticos porque os dados estatísticos em que se baseiam são desprovidos de confiabilidade; ou seja são produzidos e não observados e verificados.